Arquivo da categoria: Televisão

Dúvidas rápidas!

As dúvidas abaixo vieram do Mário, da Aline e do Dida respectivamente:

“Karlão, a perda de qualidade de transmissões digitais em 1080 em HDTV Ready é muito grande?”

Mário, a perda é perceptível, pois as TV’s digitais HDTV Ready realizam uma conversão do sinal para conseguir alcançar os 1080 que é o valor padrão das TV’s FULL-HD. Porém deixo claro que não é de forma alguma uma perda que prejudique a visualização de transmissões digitais, mesmo porque, inicialmente no Brasil não temos nenhuma transmissão digital em 1080. Mais informações, verifique meu post anterior sobre o assunto.

“Karlão, quais são as três útlimas versões do software Borland Delphi?”

Aline, a CodeGear (empresa criada pela Borland para cuidar das aplicações de desenvolvimento) costuma lançar uma grande versão do Delphi por ano, portanto a versão atual é a Delphi 2007, sendo a Delphi 2006 e Delphi 2005 as duas anteriores. Sugiro verificar o site do fabricante para mais informações, principalmente sobre as diferenças de funcionalidades entre as versões.

“Karlão, derramei refrigerante no meu teclado e agora algumas teclas estão grudando, o que devo fazer para limpar?”

Dida, que bagunça hein? Se o refrigerante apenas deixou as teclas grudando, então você teve sorte, na maioria dos casos seria necessário trocar o teclado. Você pode limpar usando álcool isopropílico (encontrado em farmácias ou lojas de componentes eletrônicos). Este álcool é ideal para este tipo de limpeza, pois ele contém menos de 1% de água, o que não causa oxidação dos componentes. Se seu teclado permitir (a maioria permite), você pode retirar tecla por tecla para fazer a limpeza.

Mudanças da TV Digital?

A dúvida abaixo veio da Roberta:

“Karlão, quais as mudanças da TV Digital?”

Roberta, para responder esta pergunta, vou colocar abaixo um texto do Portal Software Livre bem explicativo. Existem inúmeros outros textos na internet (basta uma pesquisa no Google) com explicações mais técnicas:

“A TV Digital nada mais é que uma mudança no tipo de sinal que seu aparelho recebe — hoje analógico — da emissora de TV. Entenda as transformações que ela causa e também em que pé está a implantação dessa tecnologia.”

Vídeo
A qualidade de imagem será muito superior àquela que se tem atualmente quando você assiste a um DVD. A imagem digital não tem aqueles chuviscos característicos da TV por antena: sua definição é constante. O que pode ocorrer, por outro lado, é na perda de sinal, quando a imagem “trava” — quem tem os planos digitais das operadoras de TV a cabo provavelmente já vivenciou esse tipo de problema. Isso ocorre porque o volume de dados do padrão digital é muito maior e, se existe qualquer instabilidade na conexão, a imagem fica travada.

Áudio
Sua TV atual tem dois canais e, na digital, são cinco canais. Com isso, é possível ter um som como o de cinema. Se você tem um aparelho de home theater com cinco caixas acústicas, terá a mesma sensação que tem quando está na sala de cinema.

Formato
A imagem que você recebe é no formato 16:9, utilizado nos cinemas e também e nos aparelhos de televisão widescreen.

Interatividade
A TV digital dispõe de diversos recursos de interatividade com o telespectador. Entre eles, estão menus interativos com guias de programação, próxima atrações dos canais e possibilidade de ver a programação de um canal sem deixar de assistir outro.

Existem três tipos possíveis de interatividade:

1) Local: O sistema digital é unilateral. A emissora envia os dados para o equipamento do usuário, e ele pode interagir com aquelas informações. Como acontece com o guia de TV interativo, com o qual é possível navegar pelas opções.

2) Intermitente: O sistema tem um canal de comunicação com a emissora, com o qual uma ação do usuário gera uma conexão com essa empresa. Por exemplo: o processo de compra de pay-per-view direto pela TV. O usuário seleciona o programa que quer comprar, usando o menu interativo. Quando efetua a aquisição, o equipamento de TV utiliza a linha telefônica do usuário para realizar a transação.

3) Permanente: Na prática, é como ter uma conexão de banda larga ligada a seu aparelho de TV. Esse equipamento passa a interagir diretamente com serviços on-line, compras, jogos e bate-papo, entre outros serviços.

Karlão foi ajudado por: Portal Software Livre

Full-HD e HD-Ready?

A dúvida abaixo veio do primo Leandro:

“Estou comprando uma TV LCD e gostaria de saber qual a diferença entre Full-HD e HD-Ready ? Compensa comprar uma Full-HD agora?”

A dúvida é bem interessante. Com a chegada da TV Digital no Brasil um número bem grande de novos termos surgiu no mercado. Primeiro vamos explicar o básico. A transmissão de tv digital tão falada na mídia, nada mais é do que a mudança da transmissão do sinal de analógico para digital. Esta mudança gera dois impactos fundamentais. O primeiro é a qualidade. O sinal digital possui qualidade bastante superior ao sinal analógico convencional. O segundo são as possibilidades de interação com o telespectador que o sinal digital permite.

Futuramente (por exemplo) será possível que você participe diretamente de uma votação na TV somente usando seu controle remoto. A TV informa as opções e você escolhe, tudo online, tudo rápido e fácil. Imagine a TV como um computador que você terá idéia das enormes possibilidades.

Portanto, o tão falado HD nada mais é que uma sigla para High-Definition que indica a alta definição do sinal digital das novas transmissões de TV. Já HDTV designa os equipamentos de televisão que possuem capacidade de receber o sinal digital (sem necessidade de conversores). Falando em números, o sinal analógico de TV tem resolução de no máximo 525 linhas, já o sinal digital possui resoluções de 720 linhas (o mesmo que um DVD comum). No Brasil as transmissões serão feitas a princípio tanto em 720 (720p = progressivo) quanto em 1080 linhas (1080i = enterelaçado).

A diferença entre progressivo e entrelaçado é que no modo entrelaçado (que também é utilizado na tv analógica) as linhas são desenhadas pela tv de forma alternada, primeiro são mostradas as linhas ímpares (1, 3, 5, 7, etc) e depois as linha pares (2, 4, 6, 8, etc). No total são desenhados 60 quadros por segundo na tela, sendo 30 quadros formados por linhas ímpares e 30 quadros formados por linhas pares. A velocidade é bem alta, por isso o olho humano não percebe a diferença entre um quadro e outro.

Já o modo progressivo as linhas são mostradas na tela de uma só vez a uma velocidade de 60 quadros por segundo, sendo que temos 60 quadros compostos de todas as linhas todo segundo. Isto garante uma melhor nitidez e qualidade da imagem, por isso não podemos falar que a qualidade da transmissão em 1080i é melhor que a de 720p (apesar da primeira ter uma resolução/número de pixels maior).

Um outro ponto importante é mencionarmos que o sinal de TV digital brasileiro é enviado em formato 16:9 (formato mais retangular, semelhante ao cinema) e não em 4:3 (formato quadrado, padrão das atuais TV’s analógicas), por isto é importante sempre optar por aparelhos HDTV que possuem este formato.

A última dica é com relação a resolução nativa dos aparelhos HDTV. Todo aparelho tem a chamada resolução nativa que é a resolução com a qual ele melhor trabalha. Porém isto não indica que o mesmo não trabalha em outras resoluções, a diferença é que o aparelho fará uma conversão para o formato necessário e esta conversão pode gerar perda de qualidade. Opte sempre por comprar HDTV na resolução nativa que você irá utilizar, no caso da TV Digital brasileira, 720p (1280 x 720) ou 1080i (1920 x 1080).

Voltando a dúvida, a resposta é bem simples. Um televisor HD-Ready indica um aparelho que pode receber sinais digitais em 720p ou 720i. É fato que a maioria dos programas da TV digital brasileira serão feitos neste formato, porém para reproduzir os formatos de maior qualidade (normalmente chamados de Full HD, 1080p, 1080i ou alta definição real), este aparelhos realizam uma conversão que também pode prejudicar a qualidade e nitidez da imagem.

Mesmo lá fora, o Full HD ainda é relativamente recente. Não faz muito tempo que nossos amigos americanos estão indo as lojas para comprar equipamentos Full HD. Já no Brasil a novidade ainda é muito recente, portanto os aparelhos de TV Full HD ainda são muito caros e bem restritos. Atualmente somente a cidade de São Paulo possui transmissão de TV em formato digital, pode ser que na sua cidade ainda vá demorar, portanto talvez compense esperar para comprar a TV Full HD quando a mesma estiver bem mais em conta.